Categories
Log in
There’s so much more to discover

Sou como o BAMBU: "Envergo mas não quebro"

É que eu sou tal qual a vara Bamba de bambú-taquara Eu envergo mas não quebro (Lenine)

Morning coffee (41 photos)

theberry.com

Bamboo Labyrinth, Japan. I would love to hear a bamboo forest in the wind.

Bamboo forest, Kyoto, Japan

6 epic natural wonders of the world bit.ly/1o62Kax pic.twitter.com/IgjcO9dgc1

Twitter / luxury__travel: 6 epic natural wonders of the ...

twitter.com

Tenryu-Ji Shrine's Bamboo trail, Arashiyama, Kyoto, Japan

22 Unbelievable Places that are Hard to Believe Really Exist | News-Hound

22 Unbelievable Places that are Hard to Believe Really Exist

news-hound.org

Bamboo forest

  • Sandy Barahona

    Nina: thanks for accepting our invitation to Buttons! We are happy for this! and waiting for and your buttons! TK :)

  • NINA Helen

    Obrigada a você pelo convite! Obrigada. - [Thank you for the invitation! Thank you.]

Tree sparrow and bamboo - Ohara Koson

Tree sparrow and bamboo - Ohara Koson - WikiArt.org

wikipaintings.org

SENGAI Gibon 仙厓義梵 (1750-1837), a Japanese monk and painter

絵の話‥□△○(仙厓) : 心の時空

yansue.exblog.jp

Envergo mas não quebro - Lenine

  • NINA Helen

    Envergo Mas Não Quebro (Lenine) Se por acaso pareço E agora já não padeço Um mal pedaço na vida Saiba que minha alegria Não é normal todavia Com a dor é dividida Eu sofro igual todo mundo Eu apenas não me afundo Em sofrimento infindo Eu posso até ir ao fundo De um poço de dor profundo Mais volto depois sorrindo Em tempos de tempestades Diversas adversidades Eu me equilibrio e requebro É que eu sou tal qual a vara Bamba de bambú-taquara Eu envergo mas não quebro (2x) Não é só felicidade Que tem fim na realidade A tristeza também tem Tudo acaba, se inicia Temporal e calmaria Noite e dia, vai e vem Quando é má a maré E quando já não dá pé Não me revolto ou me queixo E tal qual um barco solto Salto alto mar revolto Volto firme pro meu eixo Em noite assim como esta Eu cantando numa festa Ergo o meu copo e celebro Os bons momentos da vida E nos maus tempos da lida Eu envergo mas não quebro (4x)