Varandas de 2,80 m de largura contornam todo o estar. Ali, toras de eucalipto com 30 cm de diâmetro (SJL) apoiam a cobertura de telhas transparentes de fbra de vidro, disfarçadas pela treliça de bambu feita pelo artesão João Boi.

com generosa varanda e com vista para a montanha

Varandas de 2,80 m de largura contornam todo o estar. Ali, toras de eucalipto com 30 cm de diâmetro (SJL) apoiam a cobertura de telhas transparentes de fbra de vidro, disfarçadas pela treliça de bambu feita pelo artesão João Boi.

Galeria - Residência RT / Jacobsen Arquitetura - 14

Galeria de Residência RT / Jacobsen Arquitetura - 9

A primavera-arbustiva forma um volumoso maciço que acompanha a caída do terreno. A falsavinha reveste quase todas as paredes da casa. Projeto da paisagista Amelia Bratke

Cartão de visitas verde

A primavera-arbustiva forma um volumoso maciço que acompanha a caída do terreno. A falsavinha reveste quase todas as paredes da casa. Projeto da paisagista Amelia Bratke

Madeira e vidro desenham a fachada desta casa de praia - Casa

Madeira e vidro desenham a fachada desta casa de praia

Madeira e vidro desenham a fachada desta casa de praia - Casa

Residência CT - Quinta da Baroneza – Bragança Paulista – SP - Foto: Leonardo Finotti

Residência CT - Quinta da Baroneza – Bragança Paulista – SP - Foto: Leonardo Finotti

Residência RT / Jacobsen Arquitetura

Residência RT / Jacobsen Arquitetura

Although built over two levels, Jacobsen Arquitetura have designed the RT Residence in Laranjeiras, Brazil, to appear like a compact & stylish bungalow.

O dono muda, a cor fica: as paredes vermelhas foram idéia do primeiro dono desta casa, construída em 2000. Mas, casava tão bem com todo o projeto que se mantiveram, mesmo depois que o imóvel mudou de mãos. O arquiteto René Fernandes Filho autor do projeto, tem uma explicação para a aceitabilidade do tom: "É a cor da casa brasileira. Grandes mestres da arquitetura, como Claudio Bernardes (1949-2001), a usavam muito".

16 fachadas com muita cor

O dono muda, a cor fica: as paredes vermelhas foram idéia do primeiro dono desta casa, construída em 2000. Mas, casava tão bem com todo o projeto que se mantiveram, mesmo depois que o imóvel mudou de mãos. O arquiteto René Fernandes Filho autor do projeto, tem uma explicação para a aceitabilidade do tom: "É a cor da casa brasileira. Grandes mestres da arquitetura, como Claudio Bernardes (1949-2001), a usavam muito".

Os vidros fixos, que fecham as tesouras do telhado, deixam penetrar mais luz natural no ambiente. A moradora está próxima ao fogão que definiu a cor dos acabamentos da fachada e dos detalhes nos interiores. Na parede revestida de Tecnocimento, da NS Brazil, prateleira com latas da Depósito Santa Fé (Foto: Edu Castello)

Casa dos sonhos tem gramado e piscina em 113 m²

Os vidros fixos, que fecham as tesouras do telhado, deixam penetrar mais luz natural no ambiente. A moradora está próxima ao fogão que definiu a cor dos acabamentos da fachada e dos detalhes nos interiores. Na parede revestida de Tecnocimento, da NS Brazil, prateleira com latas da Depósito Santa Fé (Foto: Edu Castello)

jsfn house gui mattos

jsfn house gui mattos

2005 – MSE Iporanga | Gui Mattos

2005 – MSE Iporanga | Gui Mattos

Pinterest
Search