A estante de madeira contrasta com a parede de cimento queimado. Lá é o coração da casa e, por isso, ela exibe peças queridas ao morador: capacetes, livros de inspiração, a vitrola antiga com seus vinis. Veja como fica bonito o verde crescendo no apartamento. O pendente de cobre ele ganhou de um designer, quando o fotografou no exterio

Décor masculino conta a história da família por meio dos móveis e objetos

A estante de madeira contrasta com a parede de cimento queimado. Lá é o coração da casa e, por isso, ela exibe peças queridas ao morador: capacetes, livros de inspiração, a vitrola antiga com seus vinis. Veja como fica bonito o verde crescendo no apartamento. O pendente de cobre ele ganhou de um designer, quando o fotografou no exterio

Para guardar os livros com estilo, que tal uma estante de madeira? Simples e funcional, o artigo ajuda na hora de organizar a sala.

Para guardar os livros com estilo, que tal uma estante de madeira? Simples e funcional, o artigo ajuda na hora de organizar a sala.

Planta de casa térrea com 2 quartos para 10m de frente - Cód. 117

Planta de casa térrea com 2 quartos para 10m de frente - Cód. 117

Quem vê a sombra na fachada nem imagina a claridade que invade os ambientes desta casa típica de São Paulo. Um pátio e duas clarabóias resol...

Quem vê a sombra na fachada nem imagina a claridade que invade os ambientes desta casa típica de São Paulo. Um pátio e duas clarabóias resol...

Casa pequena com um quarto

15 plantas para casas até 50 mil

O cobogó foi criado por três homens, os quais usaram as primeiras sílabas dos seus sobrenomes para denominar a criação: Amadeu Coimbra, Ernest Boeckmann e Antônio de Góis. Os criadores usaram como inspiração os Muxarabis, elementos árabes de madeira aplicadas geralmente em janelas para que as mulheres pudessem ver a rua sem serem vistas. Foi nos anos 50 que os cobogós ganharam fama, principalmente no Nordeste brasileiro.

O cobogó foi criado por três homens, os quais usaram as primeiras sílabas dos seus sobrenomes para denominar a criação: Amadeu Coimbra, Ernest Boeckmann e Antônio de Góis. Os criadores usaram como inspiração os Muxarabis, elementos árabes de madeira aplicadas geralmente em janelas para que as mulheres pudessem ver a rua sem serem vistas. Foi nos anos 50 que os cobogós ganharam fama, principalmente no Nordeste brasileiro.

Pinterest
Search