Débora Lourenço

Débora Lourenço

Suas frageis e recolhidas asas Estão apenas cansadas do puro céu azul Você não tem que forçar seu sorriso a ninguem Esta bem sorrir pra si mesmo!
Débora Lourenço