Eu quero vida com cobertura e recheio. E você? http://julianaggarcia.com.br/a-vida-que-eu-quero-viver/

Eu quero vida com cobertura e recheio. E você? http://julianaggarcia.com.br/a-vida-que-eu-quero-viver/

É uma questão de amor próprio, personalidade e carácter. Urge fugir do facebook a sete-pés: constatar as postas de pescada que burras-velhas vomitam no facebook cheias de presunção e água benta é algo que enoja qualquer homem ou mulher que se saiba inteligente. Um homem com classe não cai nos jogos perpetrados por estas mulheres sedentas de atenção e aceitação. Um homem ou 1 mulher com classe não lambe cús nem gosta que lhe lambam o dele. Não precisam.

É uma questão de amor próprio, personalidade e carácter. Urge fugir do facebook a sete-pés: constatar as postas de pescada que burras-velhas vomitam no facebook cheias de presunção e água benta é algo que enoja qualquer homem ou mulher que se saiba inteligente. Um homem com classe não cai nos jogos perpetrados por estas mulheres sedentas de atenção e aceitação. Um homem ou 1 mulher com classe não lambe cús nem gosta que lhe lambam o dele. Não precisam.

@instabynina's photo: "Boa noite!!! #frases #temquerir #instabynina"

@instabynina's photo: "Boa noite!!! #frases #temquerir #instabynina"

Mas algumas "falhas" trouxeram grandes alegrias, aprendizados impagáveis, encontros maravilhosos e amizades muito interessantes

Mas algumas "falhas" trouxeram grandes alegrias, aprendizados impagáveis, encontros maravilhosos e amizades muito interessantes

“Sentir tudo de todas as maneiras, Ter todas as opiniões, Ser sincero contradizendo-se a cada minuto, Desagradar a si-próprio pela plena liberalidade de espírito, E amar as coisas como Deus.” — Álvaro de Campos 1ª versão: Poesias de Álvaro de Campos . Fernando Pessoa. (Nota editorial e notas de João Gaspar Simões e Luiz de Montalvor.) Lisboa: Ática, 1944.

“Sentir tudo de todas as maneiras, Ter todas as opiniões, Ser sincero contradizendo-se a cada minuto, Desagradar a si-próprio pela plena liberalidade de espírito, E amar as coisas como Deus.” — Álvaro de Campos 1ª versão: Poesias de Álvaro de Campos . Fernando Pessoa. (Nota editorial e notas de João Gaspar Simões e Luiz de Montalvor.) Lisboa: Ática, 1944.

Pinterest
Search