Caiação chique: paredes caiadas, com pigmento Pó Xadrez, da Bayer, e telhas caipiras recuperadas de uma casa colonial, deram a este recanto em Ubatuba, litoral paulista, o ar rústico que o proprietário queria. No projeto, o arquiteto Reynaldo Chiapetta usou ainda esquadrias de demolição, piso de cimento queimado, bambu, casca de coqueiro e palha em detalhes como arandelas e forro.

16 fachadas com muita cor

Caiação chique: paredes caiadas, com pigmento Pó Xadrez, da Bayer, e telhas caipiras recuperadas de uma casa colonial, deram a este recanto em Ubatuba, litoral paulista, o ar rústico que o proprietário queria. No projeto, o arquiteto Reynaldo Chiapetta usou ainda esquadrias de demolição, piso de cimento queimado, bambu, casca de coqueiro e palha em detalhes como arandelas e forro.

O dono muda, a cor fica: as paredes vermelhas foram idéia do primeiro dono desta casa, construída em 2000. Mas, casava tão bem com todo o projeto que se mantiveram, mesmo depois que o imóvel mudou de mãos. O arquiteto René Fernandes Filho autor do projeto, tem uma explicação para a aceitabilidade do tom: "É a cor da casa brasileira. Grandes mestres da arquitetura, como Claudio Bernardes (1949-2001), a usavam muito".

16 fachadas com muita cor

O dono muda, a cor fica: as paredes vermelhas foram idéia do primeiro dono desta casa, construída em 2000. Mas, casava tão bem com todo o projeto que se mantiveram, mesmo depois que o imóvel mudou de mãos. O arquiteto René Fernandes Filho autor do projeto, tem uma explicação para a aceitabilidade do tom: "É a cor da casa brasileira. Grandes mestres da arquitetura, como Claudio Bernardes (1949-2001), a usavam muito".

Casa Praia - /Projeto Rui Córes/  Ilhéus - Bahia - Brazil

Casa Praia - /Projeto Rui Córes/ Ilhéus - Bahia - Brazil

Do lado de fora, percebe-se a naturalidade com que a fachada da /casa se insere na vegetação. O cuidado de elevar as lajes do solo (para fugir da umidade) também fica explícito aqui: a fundação com sapatas isoladas serve de apoio para o esqueleto erguido com eucalipto-citriodora e muiracatiara, espécies fartas na região, onde se ergue esse projeto de André Guidotti.

com vidro: na copa das árvores e rodeada de Mata Atlântica

Do lado de fora, percebe-se a naturalidade com que a fachada da /casa se insere na vegetação. O cuidado de elevar as lajes do solo (para fugir da umidade) também fica explícito aqui: a fundação com sapatas isoladas serve de apoio para o esqueleto erguido com eucalipto-citriodora e muiracatiara, espécies fartas na região, onde se ergue esse projeto de André Guidotti.

Pinterest
Search