More to explore:

Posts

Seasons

There’s more to see...
Come take a look at what else is here!
Visit Site
Priscila Lins
Priscila Lins • 1 year ago

Intervalando... Como você quer dançar o frevo da sua vida? Libertária Imagem: Vin Zzep

Related Pins

Vermelho É a ausência Da sua boca Libertária Imagem: Giogia Cordovani

Santa Maria... Como dizer à Deus A dor do nosso adeus Libertária Imagem : Robert Stadler installation

E se o mundo terminasse agora... Você estaria pronto para mergulhar No sublime paralelo da inexistência? Texto: Libertária Artista : Palden Weinreb

Conta demais Um + Um = Um A matemática de cada amor Não é da sua conta... Texto: Libertária Imagem: Kim Young- hun

K O A N Maria chorou lágrimas de Frida intensas, apaixonadas e contraditórias... Queria ser livre, mas não sabia voar. Como Frida, transbordou todo seu universo ...No ato! da escrita da pintura da criação Para se dissolver ...Fugaz Na insaciável alma artista... Texto: Libertária Imagem: Natalie Baca Studio

S i n g e l e z a Nunca permita que uma desilusão enquadre seus sonhos Depois tudo passa como a onda do mar Texto: Libertária Imagem: Yuki Crawford Waves of Life and Death

Para viver a grande arte da vida é preciso transbordar os muros! O medo de não ter limites é uma contradição, pois quando somos ilimitados não sentimos mais medo... Texto: Libertária Pintura : O gênio Pablo Picasso - (Detalhe de Guernica)

Somos amor, amizade, generosidade, ternura, gentileza, lealdade, coragem... Mas também somos raiva, medo, ciúmes, angústia, vaidade, apego, orgulho...Tudo vai depender do momento, das circunstâncias, das pessoas, das relações... Por que temos tanto medo dos nossos sentimentos chamados negativos? É muito importante ter intimidade com eles, conversar com eles, entender sua origem e suas necessidades. Olharmos para eles não como monstros e sim como partes ... Texto: Libertária Pintura: Hun Jun Di

S A N T A * M A R I A Não há cor Enluto ...Na dor Libertária Imagem: Ruben Ireland

From "Finger & Action Rhymes" by Mabelle B. McGuire. Illustrated by Cynthia Amrine. 1959.