Explore Bente Schlick Artwork, Schlick Artworks, and more!

DELIRIO!  Delirante Não compreende Não consegue Se conter!  Deve ser! A dor no peito Que habita Pobre alma Sofre tanto Sem saber!  Alienação Contundente Que avalia o que sente Emoção do querer Apenas para sobreviver!  Desvairio Desatino Alienação Loucura  Deste coração Segue a viver! Marilene Azevedo.

DELIRIO! Delirante Não compreende Não consegue Se conter! Deve ser! A dor no peito Que habita Pobre alma Sofre tanto Sem saber! Alienação Contundente Que avalia o que sente Emoção do querer Apenas para sobreviver! Desvairio Desatino Alienação Loucura Deste coração Segue a viver! Marilene Azevedo.

Transformações que a vida Faz ao curar feridas Deixando cicatriz amostra E não deixa resposta Para quem quiser  saber!  Alexitimia! Até diria!  Mas prefiro não acreditar E pensar que foi a vida Cicatrizando ferida Lhe transformou ..E deixou!  Vou tentar achar emoções Nesse casulo  coração Marilene Azevedo

Transformações que a vida Faz ao curar feridas Deixando cicatriz amostra E não deixa resposta Para quem quiser saber! Alexitimia! Até diria! Mas prefiro não acreditar E pensar que foi a vida Cicatrizando ferida Lhe transformou ..E deixou! Vou tentar achar emoções Nesse casulo coração Marilene Azevedo

SILÊNCIO QUE FALA!  Hummm  Como a noite que cai Cai o silêncio na alma E  a mente  reclama e fala Por onde anda você?  Talvez ..Não lembre Não importa! Fechou a porta Para não ouvir Não sentir Sem existir.  E a alma que não esquece Em quietude padece Carinhos que perdi. Não vi!  O olhar se esvaindo..Indo Nesse horizonte perdido Para não voltar ..Aqui.  Por favor ..Madrugada Faz o meu dia nascer Quero ver O Sol dando boas vindas E  o sorriso florir! Marilene Azevedo.

SILÊNCIO QUE FALA! Hummm Como a noite que cai Cai o silêncio na alma E a mente reclama e fala Por onde anda você? Talvez ..Não lembre Não importa! Fechou a porta Para não ouvir Não sentir Sem existir. E a alma que não esquece Em quietude padece Carinhos que perdi. Não vi! O olhar se esvaindo..Indo Nesse horizonte perdido Para não voltar ..Aqui. Por favor ..Madrugada Faz o meu dia nascer Quero ver O Sol dando boas vindas E o sorriso florir! Marilene Azevedo.

Deflagrar Tamanho  enredo Não entendo Não sabia Que  continha  Labirinto Obscuro Feito teia Que no peito Me prendia! Marilene Azevedo

Deflagrar Tamanho enredo Não entendo Não sabia Que continha Labirinto Obscuro Feito teia Que no peito Me prendia! Marilene Azevedo

Estranho O que acontece Nos intervalos da vida E nunca achamos saída Para coisas comum e banais  E nunca ouço os  ais. Que a alma em desespero Reclama! Grita!  Sente o cheiro Daquele amor tão mortal!  Que nunca se faz igual! Porque amor de verdade Já nasce pronto! Sem alarde Prolifera ..Sem maldade.  Estranho o jeito ..Nascer! Quisera poder conter! E não deixar que aconteça! Mas por favor ! Desapareça! Porque não irei ..Esquecer! Marilene Azevedo

Estranho O que acontece Nos intervalos da vida E nunca achamos saída Para coisas comum e banais E nunca ouço os ais. Que a alma em desespero Reclama! Grita! Sente o cheiro Daquele amor tão mortal! Que nunca se faz igual! Porque amor de verdade Já nasce pronto! Sem alarde Prolifera ..Sem maldade. Estranho o jeito ..Nascer! Quisera poder conter! E não deixar que aconteça! Mas por favor ! Desapareça! Porque não irei ..Esquecer! Marilene Azevedo

Fly me away from here Poble Nou Cemetery, Barcelona, Peace in the Angel's face...resignation and wonder in his charge's face.

Fly me away from here Poble Nou Cemetery, Barcelona, Peace in the Angel's face...resignation and wonder in his charge's face.

Pinterest • The world’s catalog of ideas
Search